Arquivo de julho, 2008

COMENTÁRIOS [+]

Palestras Setembro/Outubro 2008

Categoria: Eventos

Segue aqui, a lista das palestras do Ronaldo Fraga em universidades, nos meses de setembro e outubro. Com a chegada delas novas informações serão reveladas.

Um abraço à todos, Pedro

09/09 – Belo Horizonte (MG) – Fumec          18:30

10/09 - Ubá (MG) - Sebrae 

11/09 – Rio de Janeiro (RJ) – Universidade Veiga de Almeida          10:00

16/09 – São Paulo (SP) – FMU          20:00

17/09 – São Paulo (SP) – Anhembi Morumbi          20:00

18/09 – Belo Horizonte (BH) – Casa Fiat   

23/09 – Criciúma (SC) – Senai          19:30

25/09 – Florianópolis (SC) – UDESC          19:00

30/09 – Maringá (PR) – CESUMAR          19:00

02/10 – Goiânia (GO) – Senai Ítalo Bologna          19:30

                                                                              

COMENTÁRIOS [+]

Bossa 50

Categoria: Bossa 50, Moda
Ei gente,
como prometido, aí está algumas imagens da exposição `Bossa 50`. O acervo fotográfico é lindo, e a seleção musical (de discos raros) do Charles Gavin é de pedir para morrer.
A entrada é franca, e a montagem tem caráter bem didático para iniciantes no tema, sem deixar de emocionar os veteranos..
Vá la. Na bienal até 24 de agosto.
Abraço,
Ronaldo
Bossa 50Bossa 50
Bossa 50Bossa 50
COMENTÁRIOS [+]

Apenas para Mineiros!

Categoria: Sem categoria

Postado por: Paola

Palestra Empreendedorismo com Arte
Palestrante: Ronaldo Fraga
Data: 10 de Julho
Horário: 20:00
Local: Auditório FEA/FUMEC
Rua Cobre, 200 – Cruzeiro – Belo Horizonte – MG
Valor: R$ 15,00
Ingressos: Sede do Grupo Corpo, Café com Letras, Restaurante Mandala ou no local.

Apresentação de Dança da ONG Corpo Cidadão
Trechos dos espetáculos “Corpo para que Serve” e “Linguagens”
Figurino: Ronaldo Fraga
Data: Domingo, 13 de Julho
Horário: 17:00
Local: Sede do Grupo Avenida Bandeirantes 866, Mangabeiras, Belo Horizonte – MG
Valor: R$ 15,00
Ingressos: Até sábado na Sede do Grupo Corpo

COMENTÁRIOS [+]

“Bossa Nova??? Ouviu uma música, ouviu todas.”

Categoria: Bossa 50, Moda

Era essa a fala da minha tia Pombinha. Fã ardorosa de Orlando Silva e Francisco Alves, não se emocionou nem um pouco pelo fenômeno João Gilberto. O que ela não esperava, era que aquele novo jeito de cantar e tocar iria ultrapassar – de forma drástica – os limites da música.

Com a Bossa Nova, “minha tia” mudou de roupa, trocou os móveis e eletrodomésticos, tinha um novo presidente da república, comprou um fusquinha, elegeu uma miss universo, ganhou uma copa do mundo, e passou á servir petiscos em palitinhos espetados em uma bola de isopor forrada de papel laminado nas festas em torno do violão e da radiola. As mudanças eram para sempre. Aliás, “ela” também se mudou da velha casa com frondoso jardim, para um apartamento modernista. Pela primeira vez descortinava-se um jeito-brasileiro-elegante-e-discreto de ser.

Croquis Bossa 50

Impossível pensar na Bossa Nova como um movimento musical. Foi muito mais que isso. A nova Bossa nos apresentou uma nova forma de vestir, de comer, de comprar, de morar, de sentir e de amar.

Com a Bossa Nova, quem não foi, foi.

Para celebrar os seus 50 anos, entre os dias 15 de julho e 24 de agosto acontecerá a exposição “Bossa 50″, durante a Bienal no Ibirapuera. Como curador da área de moda, apresentarei uma instalação deliciosamente nostálgica com 20 looks inspirados no tempo.

BOSSA 50
Quando: de 15/07 a 24/08
Onde: Pavilhão da Bienal de São Paulo (parque Ibirapuera)
Horário: de terça a domingo, das 10h às 20h
Quanto: grátis

COMENTÁRIOS [+]

Para ouvir o Rio

Categoria: Moda, Rio São, SPFW, Sem categoria

Parte da trilha editada por Ronaldo Gino com a preciosa voz de Tetê Spíndola (Álbum Voix) e o mágico som retirado do corpo do grupo Barbatuques você escuta abaixo:

o-rio-sao-volta-modelos-123

COMENTÁRIOS [+]

Um pouquinho da passarela

Categoria: Moda, Rio São, SPFW

Tapeçaria em vestido inspirada no colorido dos casarios das margens do Velho ChicoAqui vai um pouquinho do último desfile SPFW, Rio São, enquanto nova coleção não entra no ar.

Na passarela, muita seda pura, linho, algodão e jeans. Formas-saco nos vestidos, braços e joelhos de fora, calças retas, e “transposição” de recortes. Bordados deliciosos, belas construções, sapatos-peixe bem realizados, viseiras de canudinhos para beber o rio e, claro, muita diversão.

Para ver mais, acesse aqui.

COMENTÁRIOS [+]

O Rio São – Verão 2008-09

Categoria: Moda, Rio São, SPFW

Nenhum outro rio brasileiro desperta tanto encantamento quanto o rio São Francisco. Cruzando cinco estados, ele rasga o coração do Brasil, carregado de histórias, lendas e profecias.

Ao ser descoberto por Américo Vespúcio em 1501, inspirou eloqüente carta ao Rei de Portugal. Naquela época, junto a sua foz, duzentas milhas mar a dentro, a água era doce. Agora é o mar que invade o Rio, salinizando, alterando flora e fauna. Hoje a situação do Rio é um prenúncio de conflitos em torno da água.

O Rio Sao

E o que isso tem a ver com a moda? Bom, tenho usado o “ter – que – fazer – mais – uma – coleção” como “desculpa” para ler e entender mais sobre certos assuntos. Desta vez, a pesquisa para este verão me levou ao “Velho Chico”.

Mergulhei literalmente neste universo de lendas e conflitos numa paisagem humana colorida e bordada por marinheiros, caboclos d`água e mulheres-peixe. De lá, trouxe laranjas desavergonhadas, brancos sujos, verde-água transparente. Bebi azuis, cheirei a opulência dos opacos e nobres beges. Lambi a base amarela dos sedimentos caídos dos verões e os marrons das cheias das cabeceira
O lado morto do rio vem colorido de preto. Vieram bordados e aplicações de alma artesã. A estamparia inspirada na sobreposição das madeiras coloridas dos barcos e das casas. Os sacos de juta, embalagens das preciosas especiarias. Da lenda do caboclo d água vem a beleza sem olhos (ou olhos de canudinhos para beber o rio).

Por mais que pareça, nada no São Francisco é simples. Descobri, ser o Velho Chico, o único rio com terceira margem. Mesmo com tanta beleza o rio padece. Entretanto, espero que o São Francisco desassombre as almas dos carcarás carregados de poder.